CONTEÚDO SÓLIDO

O estado sólido é um estado da matéria, cujas características são ter volume e forma definidos (isto é, a matéria resiste à deformação). Dentro de um sólido, os átomos ou as moléculas estão relativamente próximos, ou "rígidos". Mas isto não evita que o sólido se deforme ou comprima. Na fase sólida da matéria, os átomos têm uma ordenação espacial fixa, mas uma vez que toda a matéria tem alguma energia cinética, até os átomos do sólido mais rígido movem-se ligeiramente, num movimento "invisível".

A voz do povo e a voz de Deus

A voz do povo jamais será a voz de Deus. Todavia, isso não exclui a soberania divina, de forma alguma. É notório que nenhuma folha cai sem que Deus saiba, contudo não é por isso que é Deus quem lança as folhas ao chão. A bíblia diz que o príncipe deste mundo é satanás e que nada tem com Deus. O fato de Deus ser soberano não significa que Ele se sinta feliz por tudo que ocorre neste mundo. Com toda a certeza, quando o nome Dele é tomado em vão, quando a palavra Dele é desonrada, ou quando um cristão nega sua fé, Ele não se agrada.
Mas peraí, Ele não é Deus? Não seria mais fácil Ele fazer tudo conforme a vontade Dele. Aí é que está, por mais que haja soberania, o nosso Criador nos deu uma capacidade de raciocínio que nos permite fazer nossas escolhas. Seria o que muitos chamam de 'livre-arbítrio'. Entrementes, a salvação que é pela graça, não se limita a nossa mera vontade ou decisão, o fato de termos 'aceitado a Cristo' só nos foi possível porque Ele nos foi apresentado. O próprio arrependimento é fruto do agir do Espírito de Deus, porque é Ele quem nos convence do pecado, da justiça e do juízo(João 16:8). Se não fosse dessa forma, nunca haveria arrependimento.
Visto que a salvação é pela graça, as obras não tem mérito algum em relação a ela(Efésios 2:8,9). Acho que algumas palavras fugiram do vocabulário de alguns cristãos, como 'graça' e 'misericódia', por exemplo. A forma com a qual os crentes olham para os pecadores, a pompa, a altivez, me enoja(Gálatas 6:3). É como se estivessem jogando a graça divina na lata do lixo, ou até mesmo deixado o sangue de Cristo escorrer pelo ralo.
Acho que quando Davi disse que não havia um justo sequer(Salmos 53:3), ele nos incluia nesse pessoal. Não somos justos e nem ao menos sabemos o que é justiça. É por isso mesmo que a cruz tem grande valor para todos nós, foi lá que conquistamos a salvação, não merecida, dado que é pela graça. Considerando nossa condição de pecador, não há porque crucificar os criminosos, apedrejar as prostitutas, matar os filhos desobedientes, enfim, todos estamos no banco dos réus. Debaixo da mesma graça, aquela que independe de nossas obras.
Estou cansada do sensacionalismo da mídia, dos julgamentos impulsionados, das pessoas que atribuem vontade humana a vontade divina, estou cansada. Eu consigo imaginar cenas de filmes, pessoas ansiosas pra ver um suposto criminoso sendo enforcado, uma suposta bruxa sendo queimada ou um suposto pecador sendo crucificado. Enquanto isso, o perdido que era pra ser acolhido pela igreja, torna-se condenado por ela. Além de vítimas de si, vítimas do mundo, vítimas de satanás, ainda são vítimas da igreja. Um grito de vingança ecoa nos corações humanos, um grito de vingança, não de justiça. A justiça nenhum homem pode alcançar a não ser que se alcance por meio daquele que foi realmente justo: Cristo. Infelizmente por justiça eu não vejo clamor algum, só vejo silêncio. A Igreja migrou para o outro lado. Deixou a graça pela altivez, algo do tipo 'rico estou e enriquecido sou, e de nada tenho falta'(Apocalipse 3:17). Não sabe ela que aquele que não está debaixo da graça, se torna escravo da lei, e pela lei ninguém pode ser salvo(Gálatas 3:11).
Desde pequenos somos acostumados a ter a imagem de Deus como um velho barbudo segurando um cajado. Crescemos ouvindo que Deus iria nos castigar. Atemorizados esperando que Ele lançasse um raio sobre nós. Esquecendo-nos que Deus é amor(1 João 4:8).
Nessa hora, eu olho pra dentro de mim, Deus me conhece mais que eu mesma e sabe, aonde eu estaria se não fosse a graça divina. Aconselho-te que faça o mesmo, compre ouro refinado no fogo, ainda há tempo.

"Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo(pela graça sois salvos)," Efésios 2: 4,5

o amor é

alguém já viu a cor do amor?
ele é negro?
branco ou amarelo?

o amor é gordo
o amor é magro
o amor é afro
o amor é branco
o amor é japa
o amor é oriente
o amor é ocidente
o amor é inocente
o amor é experiente
o amor é adulto
o amor é criança
o amor é mulher
o amor é homem
o amor é jovem
o amor é loira
o amor é morena
o amor é alta
o amor é pequena
o amor é careca
o amor é cabeludo
o amor é dar
o amor é receber
o amor é eu
o amor é você

o amor é
pra qualquer um
pra quem quiser

De prisões a prisões

Anseio uma tal liberdade. Para que se encontre libertação é preciso antes saber a prisão onde se está, encontrar as chaves, ou até mesmo usar de força para quebrar as fechaduras.

Já me libertei de uma: sutiãs. Eles são terríveis prisões. Um pouco mais aliviada agora, um pouco mais livre.

Como animais acuados o ser humano busca ser livre, livre dessa escravidão que lhe impuseram e que ele também se impôs. No álcool, nas drogas, no sexo, nas amizades, as buscas são sempre as mesmas: liberdade. Mas será mesmo que é essa a liberdade que se busca? Não mesmo, são apenas novas prisões. Cria-se um mundo dentro de outro pra se fugir daquele de que cansamos. Cria-se uma nova prisão a cada dia, fugindo de prisão em prisão, de prisão para prisão.

Consigo ainda acreditar que a maior das prisões que podemos encontrar são nossas mentes. Moldadas, quase sempre, são prisões. Ou você acredita mesmo que sua mente é livre? Seus ideais são realmente originais? Ou são moldados pelo seu estilo de vida, sua criação, seus educadores?

Máquinas do estado. É pra isso que nascemos: para ser máquinas do estado. Para produzir, consumir, destruir. Para plantar, colher, comer, morrer. Meras máquinas, para jamais pensar.

Pensamento induzido, ao preconceito criado e moldado. Liberdade é só mais uma palavra, mais uma prisão. Trabalhamos toda a semana e aos fins de semana, a cerveja esperada. Liberdade? Ou só mais um biscoito pra cachorro? Uma compensação talvez, ‘bom trabalho, garotão’.

Engraçado se falar em liberdade, vivendo em labirintos infindos.

Somos os pés das chinesas, comprimidos, pequenos, limitados, sem ar, sem vida. Eu tenho que fazer isso. Espera quem disse isso? Eu não tenho que fazer isso.

Forçados a fazer o que nascemos vendo ser feito. Não se quebra uma tradição, não é mesmo?

Costumes, laços, algemas, prisões.

E ainda anseio a tal liberdade.

Me descobri, viva

Eu me descobri mulher. Ainda não descobri o rosa, nem o batom. Mas me descobri mulher. Mulher, apenas mulher. Mulher que ama, ou não. Mulher que briga, que grita, que canta, que sorri, que encanta, ou não. Mulher, apenas mulher.
Eu queria não escrever tantas melancolias, queria não demonstrar tanta covardia, queria, não quero mais este querer. O que eu quero agora é ficar nua. Quero ficar nua, não numa capa de revista, ou numa praia de nudez, mas nua frente a frente comigo mesma, nua diante de mim, nua de alma, nua de fato e verdade.
Quantas foram as vezes que engoli o choro, que sequei a lágrima, que escondi um cisco que na verdade nunca existiu. Quantas vezes levantei a cabeça e me mostrei inabalável como de fato nunca fui. Quantas vezes fingi um sorriso que não me caia bem. Quantas vezes me escondi atrás de um personagem que era por mim odiado e que me odiava muito mais. Quantas vezes...
Hoje, me vejo, me descobri mulher. Me descobri gente. Me descobri, de fato. Hoje, fui sincera perante mim mesma, me vi em dor, me vi em lágrima, me vi em choro, me vi humana. E toda essa minha fraqueza agora descoberta é que me fortalece agora. Chega de tentar segurar aquilo no qual eu me seguro, isso nunca foi seguro, nada é seguro. Mas assumir-se é um tanto reconfortante. Pelo menos não criamos falsas expectativas, pelo menos não nos colocamos frente ao irreal, depositando nele forças, quando nem forças existem. Viver é sinônimo de tantas outras palavras, porque sofrer não pode ser também uma delas?
Me descobri, fraca, forte, viva.

'até os confins...'


"A obra de Deus começa difícil, torna-se impossível e então é feita". - Hudson Taylor

amiúde II

pensei, pensei, pensei
mentira
não foi eu quem conjugou este verbo
ele nem ao menos me deu opção de escolha
ele se auto conjuga em minha mente
inquientamente

é inerente a minha alma
inconstante
insatisfeita
inconformada
desesperada
e faminta

pensei?
não
pensou!

amiúde

Passado
recorrente
indecente
incontinente
passou?
ainda presente!
seu Clemente
Maria Severina
que arrancou o dente
de tanta gente
descontente
vire e mexe
se esquece
compra e mente
que patente?
aquele homem
seu Clemente
que coisa, gente
compra pão
e leite
sai cedo
o seu José
e dona Gripina
na usina
de dona Severina
trabalha
e soa
é sina
é vida
é morte
é dor
é sorte
emprego
desemprego
arrego
sossego
descarrego
seu Clemente
ainda mente
que indecente
sempre engana
gente inocente
e descontente
a trabalhar
e a suar
se cansar?
vai estudar!
estudar...
é até piada
quanta gente
que inconveniente
incongruente
é o sofrer
é o morrer
é o sertão
é a água
ou a falta
é a chuva
inexistente
inconveniente
é fome
excessivamente
presente
repetidamente
terrivelmente
assustadoramente
ainda presente
na realidade
dessa gente
do sertão
do peão
do homem
da mulher
do boi
da criança
da solo
é passado?
é presente!
que presente...

'não é brinquedo não'

estavam brincando de casinha
a fé e razão
até que, acreditem
uma matou a outra
quem matou quem?
não sei, eu morri também.
"Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal." Hebreus 5.14

é

Eu existo
Você existe
O bem existe
O mal existe
Existem anjos
O diabo existe
Deus não existe

Deus é
para além de toda existência

Tudo que tenho: uma porção de fé e uma palavra de Deus

Você já percebeu a profundidade do que é confiar em Deus? Hoje, quando voltava pra casa, percebi que confio em Deus, e que isso pra mim é tudo, minha fé é tudo pra mim. E naquele instante eu pensei, como isso é terrível, sim terrível. A gente podia confiar em tantas coisas palpáveis e visíveis, na força do braço, na capacidade da mente, nos pais, nos diplomas, mas a gente quer colocar nossa confiança naquilo que não vemos, apenas cremos.
Aquele momento, foi pra mim um dos mais importantes da semana, estive martelando sobre essa confiança durante toda a semana, e ali Deus falou comigo, quando eu voltava pra casa. Certa vez escrevi uma frase que na época não fazia tanto sentido pra mim como hoje. Eu escrevi o seguinte: "se você estiver disposto a ouvir a voz de Deus, Ele utilizará todos os meios pra que você possa ouvi-Lo". Durante um tempo, eu ouvia a Deus, pela palavra, pelos pastores, irmãos, mas, hoje, eu ouço a Deus a cada instante, em cada lugar, o que antes era, pra mim, impossível, e cada meio que Ele utiliza pra falar a mim me surpreende de uma maneira incrível. Nesta mesma semana, eu orei a Deus para que Ele me mostrasse algo, porque, pra mim, eu não podia mais viver de fé. Eu queria apalpar, pegar, eu buscava algo concreto. Até brinquei "fé não enche barriga", mas eu descobri uma coisa, "a fé move montanhas", nada muito novo, mas naquele instante eu pude perceber a grandeza daquela palavra, a fé move aquilo que é concreto, inabalável, eu não preciso de mais que isso pra mover o que quer que seja.
Eu pude compreender o que é confiar em Deus. É quando tudo a sua volta te diz não, você mesmo te diz não, seus amigos te dizem não, as circunstâncias te dizem não, sua família te diz não, a própria razão te diz não, mas você prefere acreditar que sim, pois certa vez, Deus te disse sim. Eu me vi com minha porção de fé, uma palavra de Deus, que podia parecer tão pouco pra mim, naquele instante. Tão pequena, como um grão de mostarda, mas ela mesma, a fé, foi capaz de destruir tudo aquilo que era tangível e natural. Porque a fé vai além das razões humanas.
Eu sempre paro pra pensar se existe alguma relação entre a fé e a razão. Na verdade, acredito que como seres racionais, é lógico pra nós pensarmos racionalmente, mas quando a natureza de Deus passa a habitar nosso ser, toda essa racionalidade se torna tão pequena, considerando que existe algo maior, que desafia todas a leis naturais, que foge aos padrões humanos. A fé não tende a anular a razão, mas se esta tentar impedir a fé, levará uma rasteira. A nossa mente pode ser nossa maior prisão e, muitas vezes, somos nós, nosso raciocínio, nosso mero entendimento que nos impede de ver a grandeza de Deus. Deus não é pra ser pensado, Ele é pra ser crido. Porquanto é maior que nós, não se limitaria a nosso mero entendimento.
"Portanto, sem fé, é impossível agradar a Deus." Se você tiver uma fé como um grão de mostarda, grande coisa você terá e verá.

Minha visão pessoal acerca da chamada religião

Existe em mim um motivo pessoal que me faz não gostar da religião, logo ela tão presente em minha realidade, não digo em minha vida, mas em minha realidade. Penso eu que a partir do instante em que se cria um lugar, um espaço, um momento pra se buscar a Deus é porque Ele não faz parte do restante de sua vida, do todo de sua vida, ou seja, não há Deus em grande parte dela, o que seria contraditório ao que se prega na religião, portanto, a vejo, não canso de dizer, como hipocrisia, sim, falsidade, mentira.


Muito se prega: "separe um tempo pra Deus", esso frase me mata, porque, de fato, eu não quero e não vou separar um tempo pra Deus, o meu tempo é Deus, a minha vida é Ele, eu a entreguei por completo, sem reservas, e não tem essa de separar um tempo, um lugar, um espaço, eu quero mesmo é separar minha existência pra Ele, eu quero buscá-Lo a todo instante, em qualquer lugar, a qualquer hora, porque é pra isso que fui criada, ninguém me tira esse anseio, faz parte de minha existência, porquanto acredito, conforme diz na própria Palavra, que Jesus é o caminho, a verdade e a vida, então, se não há Jesus, logo não há também vida.


Todavia, minha aversão a religião não me impede de ser teísta. Eu não vejo toda a criação como uma divindade, mas eu consigo sim ver Deus em tudo, considerando que é Ele o Criador de tudo quanto há no universo. Portanto, não há como dividir minha vida em partes, em momentos separados para Ele, porque, de fato, Ele está em mim, Ele habita em mim, isso é pra mim tão claro como a luz do dia.

Sabe aquele versiculo que diz que 'porque Dele e por Ele, para Ele são todas as coisas'? Esse versículo é tão vivo, e diz que todas as coisas são pra glória de Deus, nossa vida é pra ELe, nossas escolhas são pra Ele, nosso emprego, nossa familia, nosso tudo, considerando que Ele é tudo, se não for assim, tudo isso seria inútil, nossa vida seria inútil, ou nem ela haveria de existir.


Eu não consigo entender como algumas pessoas consenguem distorcer tudo isso, como ainda dizem "meu ministério, meu chamado, minha obra, meus discipulos". A obra é Dele, o ministério é Dele, eu sou Dele, e é tudo pra glória Dele, tão somente.





presente de amor presente

não quero juras de amor
nem quero que digas que me amas

eu quero apenas que me ame
tão somente me ame

não quero que me chame
não me chame de amor
me chame pelo nome
mas me ame
apenas me ame

não quero que me engane
não quero nenhuma flor
nem quero juras de amor

só quero que me ame
me ame hoje
que é quando podes
me ame agora

não me diga que me amarás para sempre
apenas me ame agora
pois meu amor é urgente
mas amanhã poderá murchar
como murcha uma flor

eu só quero um amor presente
um presente de amor

em partes

em partes me agrado,
em outras não
em partes que me agrado hoje
amanhã já não serão
já não serão parte
já em mim não mais estarão
e outras partes virão
e em mim agregar-se-ão
se vou gostar?
talvez sim,
tavez não.

Fale do amor, se preciso use palavras...

De onde me saem tantas palavras relacionadas a egoísmo? De mim, de meu próprio egoísmo. Quero aqui reconhecer que embora exista amor em mim, ainda é muito pouco. Meu ego ainda pulsa e vive. Todavia, falo de amor, mesmo não sabendo ao certo o que vem a ser, mesmo não sabendo amar como deveria ser. Contudo, não há hipocrisia nessas palavras, falo o que vivo sim, falo de amor porquanto tenho sido amada, e como tenho sido. E é esse mesmo amor, que me possibilita ver em mim as minhas diversas imperfeições. É esse mesmo amor que cria em minha mente um parâmetro comparativo, que me faz perceber o quão egoísta ainda é o meu amor, o quão longe ainda estou de saber amar.
Dizer que o amor é egoísta me parece estranho também, antes dissesse que o sentimos não é amor. Como pode haver amor em uma carne de pulsa e vive por si só e pra si só? Até esse amor que temos pelo próximo é muitas vezes parte de nosso egoísmo, amamos o próximo ou a imagem que criamos dele, que é parte de nosso próprio entendimento, nossa própria natureza?Sabe porque digo isso? Porque percebi que não o amamos frente as diferenças, nós o amamos até o momento em que somos colocados diante de nossas diversidades, quando isso acontece sempre damos lugar as contendas, discussões, não existe aceitação, portanto não existe amor. O amor tem sim muito a ver com aceitação. O amor não impõe condições, não impõe limites, não se trata de trocas. Deus nos ama, mesmo sabendo que existe em nós algo que fere a essencia santa Dele, ou seja o pecado. E aqui me cabe usar uma de minhas frases favoritas: o amor de Deus independe de quem nós somos, o amor de Deus depende apenas de quem Deus é.
Eu quero um amor livre, eu sonho em encontrá-lo, eu sonho que ele brote em mim. Eu sonho em amar alguém que nada tem de mim, mas por simplesmente amá-lo como é, e não como eu penso que ele seja, ou espero que ele seja. Embora Cristo soubesse que muitos o negariam, ele mesmo assim se entregou por amor a todos nós, mesmo sabendo que muitos não o amariam, porquanto o amor de Deus independe de nós, não requer recompensa.
É este amor que me faz ter vida e é por ele que vivo. Um amor puro e livre, que nada busca em troca. Conheceremos o amor, quando negarmos esse egoísmo. Quando a nossa vida pulsar por Deus e para Deus. O nosso fôlego será Ele, será o Espírito Santo. 'Porquanto não sou eu quem vive, mas Cristo é que vive em mim'. O amor é expressão do próprio Deus. Viva o amor, seja o amor, seja a expressão do próprio Deus.

é amar

Aceitar e amar e cuidar
é olhar e não ver
mas amar

é sorrir, é chorar, é cantar
é sofrer, é doer, se alegrar

é falar, corrigir, e pulsar
é viver e morrer, é amar
meu estilo de vida custa caro, meu estilo de vida custa a vida.